Juca Novaes

Juca Novaes
Crédito: Angelo Pastorello

Nascido em Avaré, no interior de São Paulo, Juca Novaes é filho de mãe cantora de rádio, vencedora do Concurso IV Centenário, da Rádio Nacional. Natural que tenha aprendido a ouvir, desde pequeno, as preciosidades que tinha em casa: álbuns de Dorival Caymmi e Sílvio Caldas. Mas também não deixou de se apaixonar por Beatles e pela Jovem Guarda, como todo garoto da época. Começou, aos 8 anos, a estudar piano clássico. Aos 12, se encantou por tudo que havia de melhor na MPB; João Gilberto é ídolo desde então. "Virou paixão de colecionador", diz Juca. Ao mesmo tempo, com a mesma intensidade, o menino se envolvia com a literatura. Tinha grande proximidade com o tio, Israel Dias Novaes, bibliófilo que, mais tarde, pertenceria à Academia Paulista de Letras. Juca vivia viajando pelas maravilhas, clássicos e raridades da imensa biblioteca na casa do tio. O interesse pela história das músicas, das letras, das composições e dos autores só crescia. Juca Novaes conta que tem clara memória de tudo o que aconteceu na música brasileira a partir dos anos 70, com os grandes festivais.

E foi justamente nos festivais que Juca se descobriu produzindo música. Adolescente, foi premiado no Festival de Lins (SP), com a letra e música de "Concreto", uma das suas primeiras criações. Quando Juca muda-se para São Paulo, para cursar Direito na PUC, o contato com os festivais aumenta ainda mais, tendo vestido o Festival da PUC, no último ano do curso, o que lhe abriu as portas para uma gravação no importante programa "FM Inéditos", da rádio Eldorado. A partir daí, estudou violão clássico, aprimorou seu lado autoral, gravou quatro discos em parceria com o também Trovador Urbano Eduardo Santhana e, agora, chega à maturidade com seu primeiro trabalho efetivamente solo, da concepção à criação das canções, dos arranjos - em parceria com o produtor do CD, Alexandre Fontanetti -, às interpretações e finalização das gravações.

Há também na trajetória de Juca uma outra grande referência no universo dos festivais de música popular. Há 28 anos, Juca Novaes criou a Feira Avareense de Música Popular (Fampop), em sua cidade natal, evento que preside até hoje. A Fampop, segundo Zuza Homem de Mello, é o mais importante festival regional do Brasil.

Quem vê Juca Novaes em carreira solo, com figurino despojado e músicas contemporâneas pode não imaginar, mas ele é um dos cantores do quarteto vocal Trovadores Urbanos. A parceria com Maída Novaes, Eduardo Santhana e Valéria Caram já comemora 20 anos de carreira, com as famosas serenatas, repertório clássico e figurino que remete ao início do século XX. Tanto sucesso já rendeu sete CDs e um DVD gravados.