E a turma chegando para dançar

Intérprete:
Vicente Barreto
Código do CD:
DB0068
Código de barras:
789718122 278 8
Ano:
1999
Gênero:
MPB
Obs.:
-
Compre e baixe no
UOL Megastore
O CD "E a Turma Chegando pra Dançar", é o oitavo da carreira desse grande compositor violonista, Vicente Barreto. Depois de beber em outras fontes e ampliar seu repertório de informações, o músico preferiu apontar a criatividade para outra direção ao invés de seguir a bem-sucedida receita do CD anterior, o elogiado Mão Direita, também editado pela Dabliú, que explora a característica mais marcante de seu talento: a sutileza no violão e a batida rara com a mão direita. Para o novo vôo, Vicente Barreto cercou-se de gente da novíssima geração e o resultado é um disco surpreendente. Enquanto Mão Direita volta-se para sua porção compositor, este traz Vicente Barreto em meio a guitarras, computadores e outros recursos que a tecnologia permite. "Optei por fazer um disco diferente, mas minha essência é a mesma. Jackson do Pandeiro continua entre minhas influências e está no CD todo", afirma, completando ser este um disco de revisão de suas origens e de sua música. O violão está em todas as faixas, mas não é o condutor de tudo", explica, entusiasmado com o resultado do encontro com os novos amigos. Jair Oliveira e Daniel Carlomagno são responsáveis pelos arranjos e produção. Junto com Simoninha, fazem coro em todas as músicas. A dupla se reveza, ainda, em vários instrumentos - baixo, teclado, piano e violão de aço. Pedro Mariano também participa do coro em Swinguiando o Coração (parceria com Costa Netto), Talvez Você e O Craque. Outra participação de destaque é a do percussionista Da Lua. "Somos do mesmo ambiente da música brasileira", diz o percussionista, referindo-se aos jovens artistas que compreenderam exatamente o que Vicente queria. O disco traz, ainda, entre as novidades, duas parcerias de Barreto com Chico César (Deolinda e Talvez Você). Com violão e percussão, Doente de Paixão volta ao clima de Mão Direita. Em 12 faixas, o CD apresenta Vicente Barreto em parceria com Paulinho Pedra Azul, Tadeu Mathias e Celso Viáfora - o mais constante - e J.C.Costa Netto.