1988

Intérprete:
Moacyr Luz
Código do CD:
DB0053
Código de barras:
789718122152-1
Ano:
1998
Gênero:
Samba
Obs.:
-
Compre e baixe no
UOL Megastore
Conheci Moacyr Luz em 1996, em um festival de Música Popular do interior de São Paulo, FAMPOP de Avaré. Ele cantava "O Tocador é Bom", de sua autoria (letra e música) acompanhando-se apenas com seu violão marcante. Eu já tinha concorrido também em Festivais como compositor. Um deles - o Festival dos Festivais, da Rede Globo, em 1985 - participei com a canção "Verde" composta em parceria com Eduardo Gudin e que lançou Leila Pinheiro para o grande público. Só que dessa vez, em Avaré, eu estava do outro lado da mesa: era jurado. Mas não foi difícil julgar. Meu voto foi apenas mais um da sua arrebatadora correnteza do veredicto unânime: a canção de Moacyr Luz foi a vencedora. Foi mais uma bela vitória na ascendente carreira de compositor que já tinha canções consagradas nas vozes de Maria Bethânia, Beth Carvalho, Nana Caymmi, Leila Pinheiro, Gilberto Gil e outros nomes da MPB. Depois de alguns meses daquele Festival, através de um amigo em comum, o produtor Zé Luiz Soares, vim a conhece-lo pessoalmente e já fui convidando-o para lançar um CD pela Dabliú. Ele topou, o Zé Luiz produziu divinamente, e o CD "Mandingueiro", com o "Tocador é Bom" e lindos outros sambas, foi lançado no início de 1998, com a consagração de crítica e público. E a história continua com o lançamento em CD - masterizado a partir do LP original de 1988 - "Moacyr Luz", o primeiro disco, que comemora dez anos de vida, do grande compositor carioca, com um conteúdo precioso. As canções são todas da dupla, Moacyr Luz e Aldir Blanc e conta com a participação especial de Leny Andrade, Sivuca, Helio Delmiro, Gilson Peranzetta e o saudoso Rafael Rabello. E que a arte Moa o cotidiano e resgate o coração E traga Luz para a alma brasileira. (J.C.Costa Netto)